Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Irmãos passam belo exemplo ao praticarem Corrida de Orientação

    Guilherme e Geovanna começaram a pratica o esporte este ano e já participam de competições


     

    A Corrida de Orientação é uma modalidade ainda pouco divulgada em Feira de Santana, porém mesmo com a pouca visibilidade, o esporte vem ganhando novos adeptos na cidade. Um bom exemplo disso são os irmãos Guilherme e Geovanna Teles, de 15 e 11 anos respectivamente, que começaram a prática este ano e já demonstram o seu talento, inclusive participando de competições.


    A Corrida de Orientação é uma espécie de rally a pé -, consiste basicamente em um competidor, equipado apenas com uma bússola e um mapa topográfico, onde estão marcados os locais por onde ele deve passar. Nesses lugares existem prismas juntamente com picotadores, com o qual o atleta deve picotar um cartão de controle, assinalando sua passagem. Ganha quem fizer o percurso no menor tempo. A característica própria do desporto Orientação é escolher e seguir a melhor rota por um terreno desconhecido contra o relógio. Isto exige habilidades de orientação, tais como: leitura precisa do mapa, avaliação e escolha da rota, uso da bússola, concentração sob tensão, tomar decisão rápida, correr em terreno natural, manter o controle da distância percorrida etc.


    Para Guilherme e Geovanna, contato com a natureza não é novidade, pois são filhos dos biólogos Nilson Mineiro e Erika Teles. “Desde novinhos, nós já os levávamos para fazer trilhas conosco: Geovanna sempre foi mais afoita e chegou a fazer outras coisas como o Mergulho comigo e Rapel com o pai e de repente surgiu este tipo de corrida que acabou encantando os dois”, explico Erika Teles, que também é fisioterapeuta.


    No começo deste ano, Erika e Nilson, que também é professor de Educação Física foram convidados para fazer parte de um grupo de Corrida de Orientação. Por conta de uma lesão no pé, ela não pôde seguir na prática, mas incentivou os filhos e o esposo a ingressarem nesta modalidade. “Logo vi que daria certo e foi o que aconteceu: Geovanna na 1ª etapa do Campeonato Baiano já ficou entre as cinco melhores e nas competições seguintes ficou em primeiro lugar. Isso serviu de estimulo para que Guilherme viesse a praticar. Ele até então não ligava muito, mas agora mudou e esta participando ativamente”, disse Erika.


    Para a bióloga o esporte está fazendo muito bem aos seus filhos. “A Geovanna, que era mais afoita admite que a corrida tem a ajudado a se tornar uma menina mais centrada, calma com mais capacidade para tomar decisões e o Guilherme ainda é uma pessoa introspectiva, mas pode mudar cada vez com o esporte”, comentou.


    No último domingo, os adolescentes participaram da 3ª etapa do Campeonato Baiano de Orientação e já estão treinando para uma nova competição que vai acontecer no próximo dia 20 de setembro, na cidade de Alagoinhas.

     

    Fonte: jornalfolhadoestado.com



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia