PMFS
Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • Aproveite para garantir sua inscrição para Meia Maratona de Feira União Médica antes do aumento.

    Inscrições Limitadas
    30.04.2017 08h35m
    Recomendar



  • Equipe de corrida vem com time completo para 1ª Meia Maratona União Médica

    A atleta Ediane Pires é uma das principais atletas da equipe Renato Maia Treinamento Individualizado
    29.04.2017 22h30m
    Recomendar
    Equipe de corrida vem com time completo para 1ª Meia Maratona União Médica
    Fotos: Alberto Rezak

    Feira de Santana se prepara para receber no dia 4 de junho, a Primeira Meia Maratona União Médica 21 km, evento que acontece paralelamente a 4ª Corrida de Feira, que terá percurso de 5 km e 10 km. O sucesso das edições anteriores da Corrida de Feira, atrelado a inserção da 1ª Meia Maratona no calendário esportivo feirense tem atraído a participação de diversos grupos de corrida por todo estado.

    Como é o caso de um dos principais grupos de corrida de Salvador, a equipe Renato Maia Treinamento Individualizado, coordenado pelo consultor de corrida e atleta Carlos Renato Maia. Renato Maia, como é mais conhecido tem 41 anos, começou a correr em 1999, e desde 2002 é consultor de corrida. A equipe Renato Maia Treinamento Individualizado começou no ano de 2013 com aproximadamente 15 pessoas, hoje o grupo já alcançou uma média de 100 pessoas diretamente envolvidas. A equipe é bem ativa, trabalhando desde os atletas iniciantes, até os mais competitivos. Em 2016 a equipe foi campeã geral do Circuito de Corridas da Associação dos Veteranos de Atletismo da Bahia (Avab).

    Em entrevista ao portal FOLHA DO ESTADO, Renato Maia falou sobre as provas de ruas disputadas na capital e no interior. “Hoje não tem muita diferença entre as corridas, tanto na capital como no interior, a corrida de rua cresceu muito, tanto na quantidade de provas como na qualidade da organização dos eventos. Há 15 anos, era bem diferente quase que não existia chip, cronometragem eletrônica, sem falar que a premiação para os profissionais também melhorou muito. Em contrapartida a esse crescimento em qualidade e quantidade o nível técnico caiu bastante, nessa época tínhamos mais atletas de qualidade as provas tinham menos gente, mas eram mais disputadas”, pontuou.

     

     

    Visando conquistar o pódio da Primeira Meia Maratona União Médica, Renato Maia trará para Feira de Santana sua principal estrela, a atleta Ediane Pires. A atleta começou a treinar na equipe em janeiro de 2016, e logo mostrou seu grande potencial no atletismo. Ediane Pires já corria, porém não de forma competitiva. Ediane Pires, 32 anos, é estudante de nutrição corre ainda como amadora, mas em um ano teve uma grande evolução apesar de ter vencido algumas provas menores, os principais resultados foram a quinta colocação geral na Meia Farol a Farol, primeira atleta amadora na Meia Golden Run, em Brasília, e a quarta colocação geral na duríssima Maratona de Recife.

    No dia 23 de abril a atleta disputou a Meia Maratona Tiradentes em Juazeiro, chegando entre as 10 primeiras no geral e sagrou-se campeã na faixa etária. Ediane espera fazer uma grande prova em Feira, para logo depois disputar a Maratona de Porto Alegre no dia 11 de junho, e a Maratona do Rio de Janeiro, no dia 18 de junho, onde espera baixar o tempo e ser pódio mais uma vez. “Estamos bastante ansiosos com relação a Meia Maratona de Feira, pois sabemos que as provas que vêm sendo realizadas na Princesa do Sertão tem sido bem organizadas e disputadas. Por isso, estamos trabalhando forte para fazer bonito e conquistar o pódio, porém esse evento também vai servir de preparação para as provas futuras que iremos participar juntamente com meus companheiros de equipe”, disse Ediane.

    Ainda com relação a equipe Renato Maia, os treinos são realizados três vezes na semana, cada atleta recebe uma planilha individualizada para os outros dias. Assim como os outros esportes o atletismo passa pelas mesmas dificuldades no que tange apoio. Segundo Renato Maia esse é um dos principais vetores que acabam frustrando os sonhos de muitos atletas. “A maior luta e dificuldade é conseguir apoio para alguns atletas que ajudo e que sei que dispõe de grande potencial, com é o caso Silvia Leticia da cidade de Pojuca, Moacir de Jesus de Camaçari. Além de duas revelações que ainda não completaram 20 anos, que são o Nicolas e William, muitos atletas jovens não dão continuidade por falta de incentivo”, ressaltou.

    "Porém, antes de fazer parte de qualquer grupo de corrida é necessário o integrante passar por uma avaliação medica prévia, principalmente se for uma pessoa sedentária. Observar vestuário, tênis apropriado e um profissional qualificado", finalizou, Maia.



  • Já tem muita gente treinando seguro para encarar esse desafio

    A primeira maratona de Feira União Médica vai fazer história no atletismo da Princesa do Sertão
    29.04.2017 16h29m
    Recomendar



  • Já estamos em contagem regressiva para a corrida mais tradicional de Feira de Santana.

    Garanta logo sua inscrição antes da virada de preço dia 05 maio.
    29.04.2017 07h26m
    Recomendar



  • 1
Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia